A SACHS no mundo inteiro –

Sempre perto de você

Você está aqui:

América Latina Español | Português

Você está aqui:

América Latina Español | Português
worldmap

Descubra todo o portfólio da
ZF Aftermarket


AMÉRICA LATINA

AMÉRICA LATINA

Dica prática da SACHS:
troca de amortecedores – dicas de instalação para profissionais

O amortecedor é basicamente responsável pela segurança e o conforto durante a condução. Quando os amortecedores devem ser trocados? E como instalar corretamente os amortecedores novos? Veja tudo isso nesta dica útil.

O amortecedor é basicamente responsável pela segurança e o conforto durante a condução. Quando os amortecedores devem ser trocados? E como instalar corretamente os amortecedores novos? Veja tudo isso nesta dica útil.

Instalação de amortecedores na oficina

Da mesma forma que todas as peças do carro sujeitas ao desgaste, os amortecedores também têm vida útil limitada. Com o uso, os amortecedores de automóveis vão perdendo a potência de amortecimento. O motorista geralmente não percebe o desgaste dos amortecedores, pois vai se acostumando às mudanças nas reações de seu veículo. Portanto, é só a oficina mecânica que pode checar os amortecedores de um carro e identificar os defeitos.

Mas qual é o momento certo de trocar os amortecedores? Substitua imediatamente os amortecedores se forem detectados danos durante a inspeção, já que isso significa que os componentes chegaram ao fim da vida útil. Só assim é possível evitar riscos para a segurança e altos custos, pois, além de comprometerem a segurança do motorista pelas distâncias mais longas de frenagem, causarem o mal funcionamento do ABS e de outros sistemas dinâmicos do veículo e aumentarem a probabilidade de o veículo derrapar, os amortecedores desgastados são responsáveis pelo desgaste de muitos outros componentes, incluindo sobretudo os pneus, molas e peças do chassis e da direção. Se os amortecedores desgastados forem trocados em tempo, além de restabelecer a segurança do veículo, você evita reparos subsequentes de alto custo. Comumente, a instalação correta dos amortecedores é trabalho de rotina para uma oficina. Mesmo assim, é importante dar atenção a alguns detalhes importantes.

Instalação de amortecedores na oficina

Da mesma forma que todas as peças do carro sujeitas ao desgaste, os amortecedores também têm vida útil limitada. Com o uso, os amortecedores de automóveis vão perdendo a potência de amortecimento. O motorista geralmente não percebe o desgaste dos amortecedores, pois vai se acostumando às mudanças nas reações de seu veículo. Portanto, é só a oficina mecânica que pode checar os amortecedores de um carro e identificar os defeitos.

Mas qual é o momento certo de trocar os amortecedores? Substitua imediatamente os amortecedores se forem detectados danos durante a inspeção, já que isso significa que os componentes chegaram ao fim da vida útil. Só assim é possível evitar riscos para a segurança e altos custos, pois, além de comprometerem a segurança do motorista pelas distâncias mais longas de frenagem, causarem o mal funcionamento do ABS e de outros sistemas dinâmicos do veículo e aumentarem a probabilidade de o veículo derrapar, os amortecedores desgastados são responsáveis pelo desgaste de muitos outros componentes, incluindo sobretudo os pneus, molas e peças do chassis e da direção. Se os amortecedores desgastados forem trocados em tempo, além de restabelecer a segurança do veículo, você evita reparos subsequentes de alto custo. Comumente, a instalação correta dos amortecedores é trabalho de rotina para uma oficina. Mesmo assim, é importante dar atenção a alguns detalhes importantes.

Troca dos amortecedores – esse é o procedimento correto:

  • 1. Fazer a sangria dos amortecedores antes da instalação

    Para fazer a troca correta dos amortecedores, é preciso fazer a sangria (também conhecida como escorvamento) dos amortecedores novos antes de serem instalados.

    O posicionamento horizontal dos amortecedores durante o transporte faz com que o gás e o fluido hidráulico se misturem no interior do equipamento. Se você quiser trocar os amortecedores de seu carro sem anteriormente fazer a sangria dos novos, o efeito de amortecimento ideal somente será alcançado depois que o veículo fizer vários movimentos verticais, o que poderá intensificar a geração de ruídos (assobio).

    Para evitar que o motorista sinta esse efeito desagradável da troca dos amortecedores, desça e suba manualmente a haste do amortecedor repetidas vezes. Isso faz com que o gás e o fluido hidráulico se separem novamente.

    Agora o amortecedor está escorvado, podendo alcançar seu desempenho máximo imediatamente após a instalação.

    Para fazer a troca correta dos amortecedores, é preciso fazer a sangria (também conhecida como escorvamento) dos amortecedores novos antes de serem instalados.

    O posicionamento horizontal dos amortecedores durante o transporte faz com que o gás e o fluido hidráulico se misturem no interior do equipamento. Se você quiser trocar os amortecedores de seu carro sem anteriormente fazer a sangria dos novos, o efeito de amortecimento ideal somente será alcançado depois que o veículo fizer vários movimentos verticais, o que poderá intensificar a geração de ruídos (assobio).

    Para evitar que o motorista sinta esse efeito desagradável da troca dos amortecedores, desça e suba manualmente a haste do amortecedor repetidas vezes. Isso faz com que o gás e o fluido hidráulico se separem novamente.

    Agora o amortecedor está escorvado, podendo alcançar seu desempenho máximo imediatamente após a instalação.

  • 2. Troca dos amortecedores desgastados

    Abaixo estão algumas dicas valiosas para as oficinas fazerem a instalação correta dos amortecedores. Devido aos vários tipos diferentes de amortecedores, apresentamos apenas algumas instruções básicas para fazer sua troca.

    CUIDADO:risco de ferimentos graves causados pelo retorno repentino das molas. Sempre utilize um encolhedor de mola adequado!

    Abaixo estão algumas dicas valiosas para as oficinas fazerem a instalação correta dos amortecedores. Devido aos vários tipos diferentes de amortecedores, apresentamos apenas algumas instruções básicas para fazer sua troca.

    CUIDADO:risco de ferimentos graves causados pelo retorno repentino das molas. Sempre utilize um encolhedor de mola adequado!

    Dicas para o eixo dianteiro

    • Se você pretende trocar os amortecedores, utilize uma ferramenta adequada (por exemplo: mesa elevatória) para apoiar a suspensão das rodas antes de remover os amortecedores.
    • A troca de um amortecedor de carro de passeio instalado em uma suspensão do tipo McPherson requer, se for o caso, que os cabos sejam desconectados dos sensores de rotações das rodas (também conhecidos como sensores ABS) e do indicador elétrico do desgaste dos revestimentos e a mangueira do freio seja retirada dos devidos suportes (veja a ilustração).
    • Solte e retire todos os parafusos de fixação e remova o amortecedor e/ou a suspensão. Se a suspensão for removida, siga obrigatoriamente as instruções de instalação e normas de segurança da montadora.
    • Para proceder à montagem e instalação, troque todos os parafusos de fixação e instale os acessórios fornecidos. Mantenha o torque de aperto dos parafusos especificado pela montadora. Reconecte os cabos que, antes da troca do amortecedor, foram eventualmente desconectados dos sensores ABS (sensores de rotações das rodas) e do indicador elétrico do desgaste dos revestimentos e recoloque a mangueira do freio nos devidos suportes.

    Dicas para o eixo dianteiro

    • Se você pretende trocar os amortecedores, utilize uma ferramenta adequada (por exemplo: mesa elevatória) para apoiar a suspensão das rodas antes de remover os amortecedores.
    • A troca de um amortecedor de carro de passeio instalado em uma suspensão do tipo McPherson requer, se for o caso, que os cabos sejam desconectados dos sensores de rotações das rodas (também conhecidos como sensores ABS) e do indicador elétrico do desgaste dos revestimentos e a mangueira do freio seja retirada dos devidos suportes (veja a ilustração).
    • Solte e retire todos os parafusos de fixação e remova o amortecedor e/ou a suspensão. Se a suspensão for removida, siga obrigatoriamente as instruções de instalação e normas de segurança da montadora.
    • Para proceder à montagem e instalação, troque todos os parafusos de fixação e instale os acessórios fornecidos. Mantenha o torque de aperto dos parafusos especificado pela montadora. Reconecte os cabos que, antes da troca do amortecedor, foram eventualmente desconectados dos sensores ABS (sensores de rotações das rodas) e do indicador elétrico do desgaste dos revestimentos e recoloque a mangueira do freio nos devidos suportes.

    Eixo traseiro

    • Antes da remoção, utilize um equipamento adequado para apoiar o chassis (por exemplo: mesa elevatória).
    • Se necessário, remova os revestimentos do interior do veículo para ter acesso aos parafusos de fixação superiores do amortecedor.
    • Solte e retire todos os parafusos de fixação e remova o amortecedor.
    • Para proceder à instalação, troque todos os parafusos de fixação e instale os acessórios fornecidos. Observe as marcações existentes indicando a posição de montagem e o torque especificado pela montadora para apertar os parafusos (veja a ilustração).

    Eixo traseiro

    • Antes da remoção, utilize um equipamento adequado para apoiar o chassis (por exemplo: mesa elevatória).
    • Se necessário, remova os revestimentos do interior do veículo para ter acesso aos parafusos de fixação superiores do amortecedor.
    • Solte e retire todos os parafusos de fixação e remova o amortecedor.
    • Para proceder à instalação, troque todos os parafusos de fixação e instale os acessórios fornecidos. Observe as marcações existentes indicando a posição de montagem e o torque especificado pela montadora para apertar os parafusos (veja a ilustração).

Indicações finais

  • Para garantir a segurança durante a condução, sempre troque os dois amortecedores de um eixo!
  • Depois de trocar os amortecedores, faça um alinhamento completo dos eixos.
  • Em seguida, faça um test drive para verificar se estão funcionando devidamente.

Indicações finais

  • Para garantir a segurança durante a condução, sempre troque os dois amortecedores de um eixo!
  • Depois de trocar os amortecedores, faça um alinhamento completo dos eixos.
  • Em seguida, faça um test drive para verificar se estão funcionando devidamente.

Dicas úteis adicionais

O amortecedor é basicamente responsável pela segurança e o conforto durante a condução. Quando os amortecedores devem ser trocados? E como instalar corretamente os amortecedores novos? Veja tudo isso nesta dica útil.

O amortecedor é basicamente responsável pela segurança e o conforto durante a condução. Quando os amortecedores devem ser trocados? E como instalar corretamente os amortecedores novos? Veja tudo isso nesta dica útil.

Instalação de amortecedores na oficina

Da mesma forma que todas as peças do carro sujeitas ao desgaste, os amortecedores também têm vida útil limitada. Com o uso, os amortecedores de automóveis vão perdendo a potência de amortecimento. O motorista geralmente não percebe o desgaste dos amortecedores, pois vai se acostumando às mudanças nas reações de seu veículo. Portanto, é só a oficina mecânica que pode checar os amortecedores de um carro e identificar os defeitos.

Mas qual é o momento certo de trocar os amortecedores? Substitua imediatamente os amortecedores se forem detectados danos durante a inspeção, já que isso significa que os componentes chegaram ao fim da vida útil. Só assim é possível evitar riscos para a segurança e altos custos, pois, além de comprometerem a segurança do motorista pelas distâncias mais longas de frenagem, causarem o mal funcionamento do ABS e de outros sistemas dinâmicos do veículo e aumentarem a probabilidade de o veículo derrapar, os amortecedores desgastados são responsáveis pelo desgaste de muitos outros componentes, incluindo sobretudo os pneus, molas e peças do chassis e da direção. Se os amortecedores desgastados forem trocados em tempo, além de restabelecer a segurança do veículo, você evita reparos subsequentes de alto custo. Comumente, a instalação correta dos amortecedores é trabalho de rotina para uma oficina. Mesmo assim, é importante dar atenção a alguns detalhes importantes.

Instalação de amortecedores na oficina

Da mesma forma que todas as peças do carro sujeitas ao desgaste, os amortecedores também têm vida útil limitada. Com o uso, os amortecedores de automóveis vão perdendo a potência de amortecimento. O motorista geralmente não percebe o desgaste dos amortecedores, pois vai se acostumando às mudanças nas reações de seu veículo. Portanto, é só a oficina mecânica que pode checar os amortecedores de um carro e identificar os defeitos.

Mas qual é o momento certo de trocar os amortecedores? Substitua imediatamente os amortecedores se forem detectados danos durante a inspeção, já que isso significa que os componentes chegaram ao fim da vida útil. Só assim é possível evitar riscos para a segurança e altos custos, pois, além de comprometerem a segurança do motorista pelas distâncias mais longas de frenagem, causarem o mal funcionamento do ABS e de outros sistemas dinâmicos do veículo e aumentarem a probabilidade de o veículo derrapar, os amortecedores desgastados são responsáveis pelo desgaste de muitos outros componentes, incluindo sobretudo os pneus, molas e peças do chassis e da direção. Se os amortecedores desgastados forem trocados em tempo, além de restabelecer a segurança do veículo, você evita reparos subsequentes de alto custo. Comumente, a instalação correta dos amortecedores é trabalho de rotina para uma oficina. Mesmo assim, é importante dar atenção a alguns detalhes importantes.

Troca dos amortecedores – esse é o procedimento correto:

  • 1. Fazer a sangria dos amortecedores antes da instalação

    Para fazer a troca correta dos amortecedores, é preciso fazer a sangria (também conhecida como escorvamento) dos amortecedores novos antes de serem instalados.

    O posicionamento horizontal dos amortecedores durante o transporte faz com que o gás e o fluido hidráulico se misturem no interior do equipamento. Se você quiser trocar os amortecedores de seu carro sem anteriormente fazer a sangria dos novos, o efeito de amortecimento ideal somente será alcançado depois que o veículo fizer vários movimentos verticais, o que poderá intensificar a geração de ruídos (assobio).

    Para evitar que o motorista sinta esse efeito desagradável da troca dos amortecedores, desça e suba manualmente a haste do amortecedor repetidas vezes. Isso faz com que o gás e o fluido hidráulico se separem novamente.

    Agora o amortecedor está escorvado, podendo alcançar seu desempenho máximo imediatamente após a instalação.

    Para fazer a troca correta dos amortecedores, é preciso fazer a sangria (também conhecida como escorvamento) dos amortecedores novos antes de serem instalados.

    O posicionamento horizontal dos amortecedores durante o transporte faz com que o gás e o fluido hidráulico se misturem no interior do equipamento. Se você quiser trocar os amortecedores de seu carro sem anteriormente fazer a sangria dos novos, o efeito de amortecimento ideal somente será alcançado depois que o veículo fizer vários movimentos verticais, o que poderá intensificar a geração de ruídos (assobio).

    Para evitar que o motorista sinta esse efeito desagradável da troca dos amortecedores, desça e suba manualmente a haste do amortecedor repetidas vezes. Isso faz com que o gás e o fluido hidráulico se separem novamente.

    Agora o amortecedor está escorvado, podendo alcançar seu desempenho máximo imediatamente após a instalação.

  • 2. Troca dos amortecedores desgastados

    Abaixo estão algumas dicas valiosas para as oficinas fazerem a instalação correta dos amortecedores. Devido aos vários tipos diferentes de amortecedores, apresentamos apenas algumas instruções básicas para fazer sua troca.

    CUIDADO:risco de ferimentos graves causados pelo retorno repentino das molas. Sempre utilize um encolhedor de mola adequado!

    Abaixo estão algumas dicas valiosas para as oficinas fazerem a instalação correta dos amortecedores. Devido aos vários tipos diferentes de amortecedores, apresentamos apenas algumas instruções básicas para fazer sua troca.

    CUIDADO:risco de ferimentos graves causados pelo retorno repentino das molas. Sempre utilize um encolhedor de mola adequado!

    Dicas para o eixo dianteiro

    • Se você pretende trocar os amortecedores, utilize uma ferramenta adequada (por exemplo: mesa elevatória) para apoiar a suspensão das rodas antes de remover os amortecedores.
    • A troca de um amortecedor de carro de passeio instalado em uma suspensão do tipo McPherson requer, se for o caso, que os cabos sejam desconectados dos sensores de rotações das rodas (também conhecidos como sensores ABS) e do indicador elétrico do desgaste dos revestimentos e a mangueira do freio seja retirada dos devidos suportes (veja a ilustração).
    • Solte e retire todos os parafusos de fixação e remova o amortecedor e/ou a suspensão. Se a suspensão for removida, siga obrigatoriamente as instruções de instalação e normas de segurança da montadora.
    • Para proceder à montagem e instalação, troque todos os parafusos de fixação e instale os acessórios fornecidos. Mantenha o torque de aperto dos parafusos especificado pela montadora. Reconecte os cabos que, antes da troca do amortecedor, foram eventualmente desconectados dos sensores ABS (sensores de rotações das rodas) e do indicador elétrico do desgaste dos revestimentos e recoloque a mangueira do freio nos devidos suportes.

    Dicas para o eixo dianteiro

    • Se você pretende trocar os amortecedores, utilize uma ferramenta adequada (por exemplo: mesa elevatória) para apoiar a suspensão das rodas antes de remover os amortecedores.
    • A troca de um amortecedor de carro de passeio instalado em uma suspensão do tipo McPherson requer, se for o caso, que os cabos sejam desconectados dos sensores de rotações das rodas (também conhecidos como sensores ABS) e do indicador elétrico do desgaste dos revestimentos e a mangueira do freio seja retirada dos devidos suportes (veja a ilustração).
    • Solte e retire todos os parafusos de fixação e remova o amortecedor e/ou a suspensão. Se a suspensão for removida, siga obrigatoriamente as instruções de instalação e normas de segurança da montadora.
    • Para proceder à montagem e instalação, troque todos os parafusos de fixação e instale os acessórios fornecidos. Mantenha o torque de aperto dos parafusos especificado pela montadora. Reconecte os cabos que, antes da troca do amortecedor, foram eventualmente desconectados dos sensores ABS (sensores de rotações das rodas) e do indicador elétrico do desgaste dos revestimentos e recoloque a mangueira do freio nos devidos suportes.

    Eixo traseiro

    • Antes da remoção, utilize um equipamento adequado para apoiar o chassis (por exemplo: mesa elevatória).
    • Se necessário, remova os revestimentos do interior do veículo para ter acesso aos parafusos de fixação superiores do amortecedor.
    • Solte e retire todos os parafusos de fixação e remova o amortecedor.
    • Para proceder à instalação, troque todos os parafusos de fixação e instale os acessórios fornecidos. Observe as marcações existentes indicando a posição de montagem e o torque especificado pela montadora para apertar os parafusos (veja a ilustração).

    Eixo traseiro

    • Antes da remoção, utilize um equipamento adequado para apoiar o chassis (por exemplo: mesa elevatória).
    • Se necessário, remova os revestimentos do interior do veículo para ter acesso aos parafusos de fixação superiores do amortecedor.
    • Solte e retire todos os parafusos de fixação e remova o amortecedor.
    • Para proceder à instalação, troque todos os parafusos de fixação e instale os acessórios fornecidos. Observe as marcações existentes indicando a posição de montagem e o torque especificado pela montadora para apertar os parafusos (veja a ilustração).

Indicações finais

  • Para garantir a segurança durante a condução, sempre troque os dois amortecedores de um eixo!
  • Depois de trocar os amortecedores, faça um alinhamento completo dos eixos.
  • Em seguida, faça um test drive para verificar se estão funcionando devidamente.

Indicações finais

  • Para garantir a segurança durante a condução, sempre troque os dois amortecedores de um eixo!
  • Depois de trocar os amortecedores, faça um alinhamento completo dos eixos.
  • Em seguida, faça um test drive para verificar se estão funcionando devidamente.

Dicas úteis adicionais

Informações adicionais