A LEMFÖRDER no mundo inteiro –

Sempre perto de você

Você está aqui:

América Latina Español | Português

Você está aqui:

América Latina Español | Português
worldmap

Descubra todo o portfólio da
ZF Aftermarket

Note

The page you are navigating to is not optimized for mobile devices.
Do you want to proceed?

Proceed

AMÉRICA LATINA

AMÉRICA LATINA

Troca das bandejas
O procedimento correto

Bandeja danificada

Montadas em pares no eixo dianteiro e traseiro como parte da suspensão, as bandejas fazem a ligação entre o chassis e as rodas. É por isso que elas influenciam decisivamente as características de condução do veículo.

Estilo de condução dinâmico ou confortável? Dependendo do perfil de condução desejado, as bandejas são ajustadas individualmente ao veículo. Além disso, elas absorvem os movimentos laterais e as forças geradas nas partidas e frenagens.

Montadas em pares no eixo dianteiro e traseiro como parte da suspensão, as bandejas fazem a ligação entre o chassis e as rodas. É por isso que elas influenciam decisivamente as características de condução do veículo.

Estilo de condução dinâmico ou confortável? Dependendo do perfil de condução desejado, as bandejas são ajustadas individualmente ao veículo. Além disso, elas absorvem os movimentos laterais e as forças geradas nas partidas e frenagens.

Sinais

Uma bandeja danificada pode se manifestar das seguintes formas:

  • Ruído (chiado, rangido, estalo)
  • Piora da dirigibilidade
  • Direção cada vez mais inexata e imprecisa
  • Desgaste desigual dos pneus

Dica: se a bandeja estiver em bom estado de funcionamento, pode-se trocar apenas os rolamentos e articulações danificados. Contudo, a substituição de rolamentos, buchas e pivôs pode ser bastante complexa e gerar alto custo.

Normalmente, a troca da bandeja completa é mais segura e muitas vezes bem mais barata.

Bandeja danificada
Bandeja danificada

Sinais

Uma bandeja danificada pode se manifestar das seguintes formas:

  • Ruído (chiado, rangido, estalo)
  • Piora da dirigibilidade
  • Direção cada vez mais inexata e imprecisa
  • Desgaste desigual dos pneus

Dica: se a bandeja estiver em bom estado de funcionamento, pode-se trocar apenas os rolamentos e articulações danificados. Contudo, a substituição de rolamentos, buchas e pivôs pode ser bastante complexa e gerar alto custo.

Normalmente, a troca da bandeja completa é mais segura e muitas vezes bem mais barata.

Bandeja danificada
Bandeja danificada

Passo a passo: como trocar uma bandeja

Os passos exatos são definidos pela respectiva montadora. Mas, no geral, a troca de uma bandeja é feita da seguinte forma:

Os passos exatos são definidos pela respectiva montadora. Mas, no geral, a troca de uma bandeja é feita da seguinte forma:

  • Passo 1 – 3: elevar o veículo, preparo

    1. Em primeiro lugar, suspenda o veículo com um elevador – de preferência, use um modelo com quatro colunas no qual as rodas ficam livres, o que facilita o aperto correto dos parafusos de fixação da bandeja.

    CUIDADO: dependendo da estrutura do eixo, para não cair, a bandeja precisa ser fixada utilizando um equipamento adequado, como uma mesa elevatória.

    2. Aplique um desengripante nos parafusos e porcas da bandeja e deixe agir por alguns minutos para poder soltá-los com mais facilidade.

    3. Em veículos com sistema automático de nivelamento dos faróis, poderá ser necessário que o sensor seja desconectado da bandeja.

    Dica útil

    1. Em primeiro lugar, suspenda o veículo com um elevador – de preferência, use um modelo com quatro colunas no qual as rodas ficam livres, o que facilita o aperto correto dos parafusos de fixação da bandeja.

    CUIDADO: dependendo da estrutura do eixo, para não cair, a bandeja precisa ser fixada utilizando um equipamento adequado, como uma mesa elevatória.

    2. Aplique um desengripante nos parafusos e porcas da bandeja e deixe agir por alguns minutos para poder soltá-los com mais facilidade.

    3. Em veículos com sistema automático de nivelamento dos faróis, poderá ser necessário que o sensor seja desconectado da bandeja.

    Dica útil
  • Passo 4: soltar os parafusos de fixação do estabilizador, caso necessário

    4. Se o estabilizador estiver ligado à bandeja, solte e remova os respectivos parafusos de fixação do estabilizador.

    Parafusos de fixação do estabilizador

    4. Se o estabilizador estiver ligado à bandeja, solte e remova os respectivos parafusos de fixação do estabilizador.

    Parafusos de fixação do estabilizador
  • Passo 5 – 7: remover a bandeja velha

    5. Solte e remova os parafusos de fixação da bandeja.

    6. Solte o pivô da ponta do eixo utilizando uma ferramenta especial adequada (por exemplo: um sacador).

    7. Remova a bandeja velha.

    5. Solte e remova os parafusos de fixação da bandeja.

    6. Solte o pivô da ponta do eixo utilizando uma ferramenta especial adequada (por exemplo: um sacador).

    7. Remova a bandeja velha.

  • Passo 8 – 11: instalar a bandeja nova

    8. Limpe a superfície de encosto do pino do pivô na ponta do eixo utilizando uma lixa e, em seguida, um limpa freios. Se isso não for feito, partículas de ferrugem podem entrar na articulação da bandeja nova pelo pino do pivô, o que poderá causar danos prematuros na articulação.

    Limpar a ponta do eixo

    8. Limpe a superfície de encosto do pino do pivô na ponta do eixo utilizando uma lixa e, em seguida, um limpa freios. Se isso não for feito, partículas de ferrugem podem entrar na articulação da bandeja nova pelo pino do pivô, o que poderá causar danos prematuros na articulação.

    Limpar a ponta do eixo

    9. Juntamente com os acessórios fornecidos, coloque a bandeja nova e insira os novos parafusos e porcas.

    Inserir os novos parafusos

    9. Juntamente com os acessórios fornecidos, coloque a bandeja nova e insira os novos parafusos e porcas.

    Inserir os novos parafusos

    10. Reinstale o estabilizador e, se for o caso, monte novamente o sensor de nivelamento dos faróis na bandeja.

    OBSERVAÇÃO: ainda não aperte os parafusos e porcas por completo. Caso contrário, os coxins de borracha se torcem quando a suspensão comprime, o que causaria um tensionamento indesejado dos coxins.

    Coxim de borracha solto

    10. Reinstale o estabilizador e, se for o caso, monte novamente o sensor de nivelamento dos faróis na bandeja.

    OBSERVAÇÃO: ainda não aperte os parafusos e porcas por completo. Caso contrário, os coxins de borracha se torcem quando a suspensão comprime, o que causaria um tensionamento indesejado dos coxins.

    Coxim de borracha solto

    11. Agora desça o veículo até comprimir a suspensão. É nesse momento que o elevador com quatro colunas mostra suas vantagens, já que o lado de baixo do veículo continua oferecendo bom acesso.

    Inserir parafusos e porcas

    11. Agora desça o veículo até comprimir a suspensão. É nesse momento que o elevador com quatro colunas mostra suas vantagens, já que o lado de baixo do veículo continua oferecendo bom acesso.

    Inserir parafusos e porcas
  • Passo 12, 13: abaixar o veículo

    12. Aperte os parafusos de fixação mantendo o torque indicado pela montadora.

    13. Desça o veículo por completo.

    12. Aperte os parafusos de fixação mantendo o torque indicado pela montadora.

    13. Desça o veículo por completo.

  • Passo 14: ajustar a suspensão

    14. Verifique o alinhamento da suspensão e, caso necessário, faça ajustes.

    Alinhamento da suspensão

    14. Verifique o alinhamento da suspensão e, caso necessário, faça ajustes.

    Alinhamento da suspensão
  • Passo 15, 16: controle

    15. No caso de veículos com sistema automático de nivelamento dos faróis e sensor fixado à bandeja, verifique o posicionamento dos faróis e, se necessário, faça o devido ajuste.

    16. Para finalizar, faça um test drive.

    15. No caso de veículos com sistema automático de nivelamento dos faróis e sensor fixado à bandeja, verifique o posicionamento dos faróis e, se necessário, faça o devido ajuste.

    16. Para finalizar, faça um test drive.