Por favor, selecione sua região e idioma

Voltar
Asia
Europa
América Latina

Não encontrou sua região e idioma? Visite nosso site global: English

Note

The page you are navigating to is not optimized for mobile devices.
Do you want to proceed?

Proceed

Por favor, selecione sua região e idioma

Não encontrou sua região e idioma? Visite nosso site global: English

PT
Contato

AMÉRICA LATINA

AMÉRICA LATINA

O alinhamento das rodas
em Barras de Reações de 4 pontas

Suspensão four-link

Em alguns casos, em barras de reação de 4 pontas, também poderá ser necessário medir a curva de convergência durante o alinhamento das rodas.

Os veículos em causa

Os veículos do Grupo VW pertencentes à denominada plataforma B5, tais como Audi A4, A6, A8, VW Passat, Skoda Superb, Seat Exeo, entre outros, estão equipados com suspensões four-link. São eixos de dupla barra triangular que, graças ao nível separado dos braços, melhoram consideravelmente as características de condução. Se os componentes forem trocados ou mesmo só aliviados, a curva de convergência também terá que ser medida e, quando necessário, afinada. A principal característica da suspensão four-link é o posicionamento mais alto da caixa da direção com tirantes das barras estabilizadoras muito curtos. Graças a este design, ocorre uma convergência durante o movimento ascendente da roda quando há compressão e distensão do eixo. Se a suspensão das rodas for sujeita a compressão durante a frenagem ou distensão durante a aceleração, a via sofrerá alterações conforme o curso de compressão ou de distensão. Os valores de via resultantes são conhecidos como a curva de convergência.

Consequências de uma afinação incorreta

Se a afinação for correta, a convergência aumenta durante a distensão, ou seja, ao acelerar, o que estabiliza o veículo. Durante a compressão, ou seja, ao frear, a divergência aumenta, reforçando o desempenho de frenagem. Se a curva de convergência estiver afinada incorretamente, o veículo tende a "fugir" durante a aceleração e a perder estabilidade. Ao frear, o veículo se desvia para um dos lados, apesar de uma frenagem uniforme.

Os veículos do Grupo VW pertencentes à denominada plataforma B5, tais como Audi A4, A6, A8, VW Passat, Skoda Superb, Seat Exeo, entre outros, estão equipados com suspensões four-link. São eixos de dupla barra triangular que, graças ao nível separado dos braços, melhoram consideravelmente as características de condução. Se os componentes forem trocados ou mesmo só aliviados, a curva de convergência também terá que ser medida e, quando necessário, afinada. A principal característica da suspensão four-link é o posicionamento mais alto da caixa da direção com tirantes das barras estabilizadoras muito curtos. Graças a este design, ocorre uma convergência durante o movimento ascendente da roda quando há compressão e distensão do eixo. Se a suspensão das rodas for sujeita a compressão durante a frenagem ou distensão durante a aceleração, a via sofrerá alterações conforme o curso de compressão ou de distensão. Os valores de via resultantes são conhecidos como a curva de convergência.

Consequências de uma afinação incorreta

Se a afinação for correta, a convergência aumenta durante a distensão, ou seja, ao acelerar, o que estabiliza o veículo. Durante a compressão, ou seja, ao frear, a divergência aumenta, reforçando o desempenho de frenagem. Se a curva de convergência estiver afinada incorretamente, o veículo tende a "fugir" durante a aceleração e a perder estabilidade. Ao frear, o veículo se desvia para um dos lados, apesar de uma frenagem uniforme.

Quando a verificação da curva de convergência é necessária

Alexander Erhart, engenheiro da ZF Aftermarket, indica situações em que é necessário verificar a curva de convergência:

  • Se peças do eixo e/ou a carroceria tiverem sofrido danos durante um acidente.
  • Se o cliente reclamar que a direção "foge" ao passar por lombadas ou durante a frenagem.
  • Se componentes do eixo dianteiro, tais como a caixa do rolamento da roda, a caixa da direção, o suporte do eixo, o tirante da barra estabilizadora, o tirante de alinhamento, etc. forem desmontados e montados ou estes componentes do chassis apresentem desgaste.
  • Se os braços de suspensão ou o tirante da barra estabilizadora forem aliviados.

Alexander Erhart, engenheiro da ZF Aftermarket, indica situações em que é necessário verificar a curva de convergência:

  • Se peças do eixo e/ou a carroceria tiverem sofrido danos durante um acidente.
  • Se o cliente reclamar que a direção "foge" ao passar por lombadas ou durante a frenagem.
  • Se componentes do eixo dianteiro, tais como a caixa do rolamento da roda, a caixa da direção, o suporte do eixo, o tirante da barra estabilizadora, o tirante de alinhamento, etc. forem desmontados e montados ou estes componentes do chassis apresentem desgaste.
  • Se os braços de suspensão ou o tirante da barra estabilizadora forem aliviados.

Como realizar o controle

O eixo dianteiro tem de ser elevado para controlar ou afinar o formato da curva de convergência. Para isso, é necessário utilizar o calibre de medição da via V.A.G 1925 no chassis, sendo igualmente necessários os adaptadores V.A.G 1925/1-6, conforme o veículo e a plataforma elevatória.

Etapa 1: Desapertar o fuso roscado

Ambos os fusos roscados são desapertados até estarem apenas em leve contato com os parafusos dianteiros do suporte do eixo. Em resultado disso, o veículo ainda não pode ser elevado. Encontra-se na posição inicial (posição sem carga B1).

Etapa 2: Elevar o veículo com um elevador de eixo

O elevador de eixo encontra-se agora posicionado no ponto de apoio dianteiro para o macaco e o veículo é elevado aprox. 60 mm (posição B2). Em seguida, o cilindro é extraído do fuso roscado, devendo-se assegurar que os parafusos batentes estejam na posição correta e firmemente fixos.

O eixo dianteiro tem de ser elevado para controlar ou afinar o formato da curva de convergência. Para isso, é necessário utilizar o calibre de medição da via V.A.G 1925 no chassis, sendo igualmente necessários os adaptadores V.A.G 1925/1-6, conforme o veículo e a plataforma elevatória.

Etapa 1: Desapertar o fuso roscado

Ambos os fusos roscados são desapertados até estarem apenas em leve contato com os parafusos dianteiros do suporte do eixo. Em resultado disso, o veículo ainda não pode ser elevado. Encontra-se na posição inicial (posição sem carga B1).

Etapa 2: Elevar o veículo com um elevador de eixo

O elevador de eixo encontra-se agora posicionado no ponto de apoio dianteiro para o macaco e o veículo é elevado aprox. 60 mm (posição B2). Em seguida, o cilindro é extraído do fuso roscado, devendo-se assegurar que os parafusos batentes estejam na posição correta e firmemente fixos.

Etapa 3: Ajustamento do valor nominal

Para realizar a afinação, afrouxar o parafuso de fixação (tamanho 16), desapertar o parafuso de afinação quatro mm e empurrar a junta do tirante da barra estabilizadora para baixo até onde for possível. Apertar agora o parafuso de afinação até ser atingido o valor nominal. Após o aperto do parafuso de fixação com um torque de 45 Nm, verificar novamente o valor e apertar o parafuso de afinação com um torque de 7 Nm.

Etapa 4: Controlar a curva de convergência

O veículo pode ser novamente baixado e o fuso roscado enroscado. O indicador de alinhamento das rodas controla de novo a curva de convergência. Se os valores medidos no segundo controle estiverem dentro da tolerância do valor de controle, significa que a afinação está OK. Se os valores medidos estiverem fora da tolerância do valor de controle, será preciso afinar novamente a posição B2 (+60 mm).

Etapa 3: Ajustamento do valor nominal

Para realizar a afinação, afrouxar o parafuso de fixação (tamanho 16), desapertar o parafuso de afinação quatro mm e empurrar a junta do tirante da barra estabilizadora para baixo até onde for possível. Apertar agora o parafuso de afinação até ser atingido o valor nominal. Após o aperto do parafuso de fixação com um torque de 45 Nm, verificar novamente o valor e apertar o parafuso de afinação com um torque de 7 Nm.

Etapa 4: Controlar a curva de convergência

O veículo pode ser novamente baixado e o fuso roscado enroscado. O indicador de alinhamento das rodas controla de novo a curva de convergência. Se os valores medidos no segundo controle estiverem dentro da tolerância do valor de controle, significa que a afinação está OK. Se os valores medidos estiverem fora da tolerância do valor de controle, será preciso afinar novamente a posição B2 (+60 mm).

Painel de preferências de privacidade

A sua privacidade

Quando visita um website, este pode armazenar ou obter informação no seu browser, principalmente na forma de cookies. Esta informação pode ser sobre si, as suas preferências ou o seu dispositivo ou para para assegurar que o website funciona como o esperado. A informação não o identifica de forma direta, geralmente, mas pode fornecer-lhe uma experiência web mais personalizada. Pode escolher não aceitar alguns tipos de cookies. Clique nos diferentes cabeçalhos de categorias para obter mais informações e mudar as nossas configurações predefinidas. No entanto, bloquear certos tipos de cookies pode ter um impacto na sua experiência do website e nos serviços que oferecemos.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desativados nos nossos sistemas. Normalmente são unicamente atribuídos em resposta a ações suas como pedidos de serviço (i.e. escolher as preferências de privacidade, ao iniciar a sessão ou ao completar formulários). Pode configurar o seu browser para bloquear ou alertá-lo(a) sobre estes cookies, mas partes do website poderão não funcionar corretamente.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego para podermos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Ajudam-nos a saber quais as páginas mais e menos visitadas e como os visitantes navegam pelo website. Toda a informação que estes cookies recolhem é agregada e, portanto, anónima. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso website.

Mais informações

A sua privacidade

Quando visita um website, este pode armazenar ou obter informação no seu browser, principalmente na forma de cookies. Esta informação pode ser sobre si, as suas preferências ou o seu dispositivo ou para para assegurar que o website funciona como o esperado. A informação não o identifica de forma direta, geralmente, mas pode fornecer-lhe uma experiência web mais personalizada. Pode escolher não aceitar alguns tipos de cookies. Clique nos diferentes cabeçalhos de categorias para obter mais informações e mudar as nossas configurações predefinidas. No entanto, bloquear certos tipos de cookies pode ter um impacto na sua experiência do website e nos serviços que oferecemos.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desativados nos nossos sistemas. Normalmente são unicamente atribuídos em resposta a ações suas como pedidos de serviço (i.e. escolher as preferências de privacidade, ao iniciar a sessão ou ao completar formulários). Pode configurar o seu browser para bloquear ou alertá-lo(a) sobre estes cookies, mas partes do website poderão não funcionar corretamente.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego para podermos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Ajudam-nos a saber quais as páginas mais e menos visitadas e como os visitantes navegam pelo website. Toda a informação que estes cookies recolhem é agregada e, portanto, anónima. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso website.