A SACHS no mundo inteiro –

Sempre perto de você

Você está aqui:

América Latina Español | Português

Você está aqui:

América Latina Español | Português
worldmap

Descubra todo o portfólio da
ZF Aftermarket

Note

The page you are navigating to is not optimized for mobile devices.
Do you want to proceed?

Proceed

AMÉRICA LATINA

AMÉRICA LATINA

Garantia de qualidade máxima:
embreagens SACHS para veículos utilitários

Veículos utilitários chegam a níveis extremos de desempenho a cada dia. Seja no trânsito urbano do tipo anda e para ou rodando horas a fio na rodovia – com as embreagens SACHS, os veículos de transporte estão perfeitamente preparados para qualquer situação. Elas oferecem conforto máximo na partida e absorvem os ruídos das vibrações com eficácia. Os produtos SACHS para veículos utilitários são sinônimo de confiabilidade total.

Veículos utilitários chegam a níveis extremos de desempenho a cada dia. Seja no trânsito urbano do tipo anda e para ou rodando horas a fio na rodovia – com as embreagens SACHS, os veículos de transporte estão perfeitamente preparados para qualquer situação. Elas oferecem conforto máximo na partida e absorvem os ruídos das vibrações com eficácia. Os produtos SACHS para veículos utilitários são sinônimo de confiabilidade total.

Kit de embreagem para veículos utilitários

Kit de embreagem SACHS para veículos utilitários
Kit de embreagem SACHS para veículos utilitários

Hoje em dia, a vida útil de cada peça da embreagem é praticamente idêntica, um aspecto considerado pelo kit de embreagem SACHS para veículos utilitários, que contém todos os componentes relevantes necessários para a troca da embreagem: platô, disco e mancal.

Esse kit prático também vem com um lubrificante especial para a montagem, garantindo o funcionamento perfeito do equipamento após a troca e tornando a substituição da embreagem segura, eficaz e rápida.

Kit de embreagem SACHS para veículos utilitários
Kit de embreagem SACHS para veículos utilitários

Hoje em dia, a vida útil de cada peça da embreagem é praticamente idêntica, um aspecto considerado pelo kit de embreagem SACHS para veículos utilitários, que contém todos os componentes relevantes necessários para a troca da embreagem: platô, disco e mancal.

Esse kit prático também vem com um lubrificante especial para a montagem, garantindo o funcionamento perfeito do equipamento após a troca e tornando a substituição da embreagem segura, eficaz e rápida.

Platô XTend para veículos utilitários

Platô XTend SACHS para veículos utilitários
Platô XTend SACHS para veículos utilitários

Mesmo a embreagem de maior qualidade e mais durável para veículos utilitários está sujeita a desgastes decorrentes do uso. É aqui que entra a tecnologia do platô XTend SACHS, que compensa automaticamente o desgaste. Seu funcionamento: o platô XTend para veículos utilitários torna o desgaste do revestimento independente do movimento da mola-membrana. O mecanismo de compensação monitora constantemente a redução da espessura do revestimento e compensa a distância virando um anel de ajuste, mantendo um equilíbrio permanente das forças e prolongando a vida útil, já que o revestimento pode suportar mais desgaste. Outra vantagem do XTend é sua estrutura: sua aplicação reduz o espaço axial necessário no sistema de embreagem em condições de desgaste operacional.

Platô XTend SACHS para veículos utilitários
Platô XTend SACHS para veículos utilitários

Mesmo a embreagem de maior qualidade e mais durável para veículos utilitários está sujeita a desgastes decorrentes do uso. É aqui que entra a tecnologia do platô XTend SACHS, que compensa automaticamente o desgaste. Seu funcionamento: o platô XTend para veículos utilitários torna o desgaste do revestimento independente do movimento da mola-membrana. O mecanismo de compensação monitora constantemente a redução da espessura do revestimento e compensa a distância virando um anel de ajuste, mantendo um equilíbrio permanente das forças e prolongando a vida útil, já que o revestimento pode suportar mais desgaste. Outra vantagem do XTend é sua estrutura: sua aplicação reduz o espaço axial necessário no sistema de embreagem em condições de desgaste operacional.

Mancal de embreagem para veículos utilitários

Mancal de embreagem SACHS para veículos utilitários
Mancal de embreagem SACHS para veículos utilitários

O mancal, também conhecido como rolamento-piloto, é basicamente responsável pelo funcionamento da embreagem. Ele guia o eixo de entrada da transmissão, o que assegura a funcionalidade do equipamento. Em caso de deslocamento angular causado por desgaste, o eixo não tem mais apoio adequado, podendo levar a defeito na embreagem. A SACHS fornece mancais para todos os principais modelos de veículos. Ao trocar a embreagem, o mancal sempre deve ser inspecionado e, caso necessário, substituído.

Mancal de embreagem SACHS para veículos utilitários
Mancal de embreagem SACHS para veículos utilitários

O mancal, também conhecido como rolamento-piloto, é basicamente responsável pelo funcionamento da embreagem. Ele guia o eixo de entrada da transmissão, o que assegura a funcionalidade do equipamento. Em caso de deslocamento angular causado por desgaste, o eixo não tem mais apoio adequado, podendo levar a defeito na embreagem. A SACHS fornece mancais para todos os principais modelos de veículos. Ao trocar a embreagem, o mancal sempre deve ser inspecionado e, caso necessário, substituído.

Avaliação de danos

  • A embreagem está patinando
    SACHS: avaliação de danos: a embreagem está patinando

    A patinação da embreagem pode ter diversas causas. Para informações detalhadas sobre a avaliação do dano, consulte a dica "A embreagem está patinando".

    SACHS: avaliação de danos: a embreagem está patinando

    A patinação da embreagem pode ter diversas causas. Para informações detalhadas sobre a avaliação do dano, consulte a dica "A embreagem está patinando".

  • A embreagem não está abrindo
    SACHS: avaliação de danos: a embreagem não está abrindo

    Se a embreagem não estiver abrindo, o problema não precisa ser necessariamente a embreagem. Muitas vezes, a causa pode estar no sistema de desengate, no mancal ou em erros de instalação. Para informações detalhadas sobre a avaliação do dano, consulte a dica "A embreagem não está abrindo".

    SACHS: avaliação de danos: a embreagem não está abrindo

    Se a embreagem não estiver abrindo, o problema não precisa ser necessariamente a embreagem. Muitas vezes, a causa pode estar no sistema de desengate, no mancal ou em erros de instalação. Para informações detalhadas sobre a avaliação do dano, consulte a dica "A embreagem não está abrindo".

  • A embreagem está trepidando
    SACHS: avaliação de danos: a embreagem está trepidando

    A trepidação não precisa ser necessariamente causada por um defeito na embreagem. Para informações detalhadas sobre a avaliação do dano, consulte a dica "A embreagem está trepidando".

    SACHS: avaliação de danos: a embreagem está trepidando

    A trepidação não precisa ser necessariamente causada por um defeito na embreagem. Para informações detalhadas sobre a avaliação do dano, consulte a dica "A embreagem está trepidando".

  • Ruídos na embreagem
    SACHS: avaliação de danos: ruídos na embreagem

    Ruídos emitidos pela embreagem, como chiados ou estalos, nem sempre significam que a embreagem apresenta defeito. Um chiado pode ser causado, por exemplo, pelo contato do mancal fora do centro, eixo de entrada da transmissão não centralizado ou mancal danificado.

    Estalos podem surgir com alterações da carga se os discos de embreagem forem equipados com pré-amortecedores; esses ruídos não comprometem o funcionamento e a vida útil dos discos.

    Peças instaladas incorretamente ou a montagem do disco de embreagem na posição errada também podem causar ruídos.

    Portanto, recomendamos verificar as seguintes questões:

    • Foi instalada a peça correta?
    • A peça foi montada na posição correta?
    • Os mancais foram montados e estão em perfeitas condições?

    Para mais informações sobre os ruídos na embreagem e as avaliações, consulte a dica "Ruídos na embreagem".

    SACHS: avaliação de danos: ruídos na embreagem

    Ruídos emitidos pela embreagem, como chiados ou estalos, nem sempre significam que a embreagem apresenta defeito. Um chiado pode ser causado, por exemplo, pelo contato do mancal fora do centro, eixo de entrada da transmissão não centralizado ou mancal danificado.

    Estalos podem surgir com alterações da carga se os discos de embreagem forem equipados com pré-amortecedores; esses ruídos não comprometem o funcionamento e a vida útil dos discos.

    Peças instaladas incorretamente ou a montagem do disco de embreagem na posição errada também podem causar ruídos.

    Portanto, recomendamos verificar as seguintes questões:

    • Foi instalada a peça correta?
    • A peça foi montada na posição correta?
    • Os mancais foram montados e estão em perfeitas condições?

    Para mais informações sobre os ruídos na embreagem e as avaliações, consulte a dica "Ruídos na embreagem".

  • Problemas no sistema de embreagem

    Problemas causados por componentes do sistema de embreagem geralmente indicam que pontos importantes foram esquecidos ou negligenciados na troca da embreagem. Por isso, é necessário verificar o funcionamento e/ou desgaste das seguintes peças:

    • Mancal de embreagem
    • Tubo guia
    • Sistema de desengate

    Problemas causados por componentes do sistema de embreagem geralmente indicam que pontos importantes foram esquecidos ou negligenciados na troca da embreagem. Por isso, é necessário verificar o funcionamento e/ou desgaste das seguintes peças:

    • Mancal de embreagem
    • Tubo guia
    • Sistema de desengate

Perguntas frequentes sobre embreagens

  • Qual é a tarefa da embreagem?

    A embreagem tem várias funções no veículo: ela conecta suavemente a massa ao motor, interrompe o fluxo de torque entre o motor e a transmissão quando o veículo para e corta o fluxo de torque para que a relação de transmissão possa ser mudada. Além disso, amortece as vibrações e protege contra sobrecarga.

    A embreagem tem várias funções no veículo: ela conecta suavemente a massa ao motor, interrompe o fluxo de torque entre o motor e a transmissão quando o veículo para e corta o fluxo de torque para que a relação de transmissão possa ser mudada. Além disso, amortece as vibrações e protege contra sobrecarga.

  • Quais são os componentes de uma embreagem?
    SACHS: componentes de embreagem

    Uma embreagem completa é composta por um volante ou volante dupla massa, disco, platô e mancal.

    SACHS: componentes de embreagem

    Uma embreagem completa é composta por um volante ou volante dupla massa, disco, platô e mancal.

  • Onde a embreagem está montada no veículo?
    SACHS: localização da embreagem no veículo

    A embreagem está localizada entre o motor e a transmissão.

    SACHS: localização da embreagem no veículo

    A embreagem está localizada entre o motor e a transmissão.

  • Como o platô XTend para veículos utilitários funciona?
    Platô XTend para carros de passeio
    Platô XTend SACHS

    O platô XTend SACHS faz a compensação automática do desgaste, fazendo com que o desgaste do revestimento seja dissociado do movimento da mola-membrana.

    O desgaste do revestimento modifica a posição de montagem da mola-membrana, pois o platô se desloca no sentido do volante. As molas são deslocadas axialmente e ficam com uma posição mais inclinada, fazendo com que a força da pressão e do pedal aumente. Em cada desengate, o batente da caixa registra o desgaste do revestimento e levanta a mola de retenção dos anéis de ajuste na mesma proporção que o desgaste. A peça deslizante em forma de cunha (puxada pela sua mola tensora) se move no sentido da lacuna formada e bloqueia a mola de retenção na posição elevada. Ao desacoplar, o par de anéis de ajuste é aliviado axialmente. Devido à pré-tensão da mola dos anéis de ajuste, o anel inferior roda até o anel superior encostar novamente na mola de retenção. A mola-membrana retorna à sua posição original e o desgaste do revestimento é compensado.

    Platô XTend para carros de passeio
    Platô XTend SACHS

    O platô XTend SACHS faz a compensação automática do desgaste, fazendo com que o desgaste do revestimento seja dissociado do movimento da mola-membrana.

    O desgaste do revestimento modifica a posição de montagem da mola-membrana, pois o platô se desloca no sentido do volante. As molas são deslocadas axialmente e ficam com uma posição mais inclinada, fazendo com que a força da pressão e do pedal aumente. Em cada desengate, o batente da caixa registra o desgaste do revestimento e levanta a mola de retenção dos anéis de ajuste na mesma proporção que o desgaste. A peça deslizante em forma de cunha (puxada pela sua mola tensora) se move no sentido da lacuna formada e bloqueia a mola de retenção na posição elevada. Ao desacoplar, o par de anéis de ajuste é aliviado axialmente. Devido à pré-tensão da mola dos anéis de ajuste, o anel inferior roda até o anel superior encostar novamente na mola de retenção. A mola-membrana retorna à sua posição original e o desgaste do revestimento é compensado.

  • Que aspectos precisam ser considerados na troca do platô XTend para veículos utilitários?

    É necessário usar uma ferramenta especial para trocar a embreagem XTend.

    Na desmontagem, certifique-se de que o batente da caixa saia da carcaça da embreagem. Se ele não estiver solto, o mecanismo de ajuste será acionado durante a desmontagem, impedindo que seja recolocado. Como o desgaste do revestimento é registrado mecanicamente no platô, somente é possível reinstalar a unidade que já foi usada (platô e disco). Se for necessário usar um disco novo, também será necessário trocar o platô. Como não é possível reiniciar o mecanismo de compensação do platô usado, a embreagem não irá desengatar mais como deve.

    É necessário usar uma ferramenta especial para trocar a embreagem XTend.

    Na desmontagem, certifique-se de que o batente da caixa saia da carcaça da embreagem. Se ele não estiver solto, o mecanismo de ajuste será acionado durante a desmontagem, impedindo que seja recolocado. Como o desgaste do revestimento é registrado mecanicamente no platô, somente é possível reinstalar a unidade que já foi usada (platô e disco). Se for necessário usar um disco novo, também será necessário trocar o platô. Como não é possível reiniciar o mecanismo de compensação do platô usado, a embreagem não irá desengatar mais como deve.

  • Por que é necessário usar uma ferramenta de pré-tensão para instalar a embreagem XTend?

    Para que o mecanismo de reajuste funcione corretamente e não fique preso, garantindo a instalação da embreagem sem causar tensão.

    Para que o mecanismo de reajuste funcione corretamente e não fique preso, garantindo a instalação da embreagem sem causar tensão.

  • O que precisa ser considerado ao montar a embreagem?

    Os parafusos que fixam o platô no volante sempre devem ser apertados ou soltos alternadamente em lados opostos. Após finalizar a instalação, remover os suportes utilizados na montagem e os dispositivos usados para o transporte. Além disso, os revestimentos da embreagem devem estar livres de poeira, impurezas, óleo e graxa. Certifique-se de que a carcaça da transmissão esteja centrada em relação à caixa do motor para evitar desalinhamento.

    Os parafusos que fixam o platô no volante sempre devem ser apertados ou soltos alternadamente em lados opostos. Após finalizar a instalação, remover os suportes utilizados na montagem e os dispositivos usados para o transporte. Além disso, os revestimentos da embreagem devem estar livres de poeira, impurezas, óleo e graxa. Certifique-se de que a carcaça da transmissão esteja centrada em relação à caixa do motor para evitar desalinhamento.

  • O que é preciso considerar na montagem de um disco de embreagem?
    Verificação de um disco de embreagem

    Antes de montar o disco de embreagem, utilize um dispositivo para verificar se o empenamento não está acima de 0,5 mm. Para informações detalhadas sobre o dispositivo de verificação do empenamento, consulte a dica "Verificação dos discos de embreagem".

    Verificação de um disco de embreagem

    Antes de montar o disco de embreagem, utilize um dispositivo para verificar se o empenamento não está acima de 0,5 mm. Para informações detalhadas sobre o dispositivo de verificação do empenamento, consulte a dica "Verificação dos discos de embreagem".

  • Que fatores podem ter impacto negativo sobre a vida útil de uma embreagem?

    Entre vários outros fatores, a vida útil de uma embreagem depende dos esforços aplicados sobre ela e do estilo de condução. O que exerce influência negativa são, por exemplo, partidas com marcha muito alta ou rotações muito elevadas ou parar o veículo em uma subida com a embreagem deslizando. Também evite desacelerar pela embreagem reduzindo a marcha e não sobrecarregue o veículo ou o reboque. Além disso, não dê partidas sucessivas em fortes aclives e evite manobras frequentes.

    Entre vários outros fatores, a vida útil de uma embreagem depende dos esforços aplicados sobre ela e do estilo de condução. O que exerce influência negativa são, por exemplo, partidas com marcha muito alta ou rotações muito elevadas ou parar o veículo em uma subida com a embreagem deslizando. Também evite desacelerar pela embreagem reduzindo a marcha e não sobrecarregue o veículo ou o reboque. Além disso, não dê partidas sucessivas em fortes aclives e evite manobras frequentes.

  • Quando uma embreagem está abrindo perfeitamente?

    Para poder avaliar as características de acionamento da embreagem, desengate-a com o motor em ponto morto. Aguarde três segundos. Em seguida, a marcha à ré deve permitir ser engatada sem ruído (atenção: sempre há ruído se a marcha à ré for engatada imediatamente).

    Para poder avaliar as características de acionamento da embreagem, desengate-a com o motor em ponto morto. Aguarde três segundos. Em seguida, a marcha à ré deve permitir ser engatada sem ruído (atenção: sempre há ruído se a marcha à ré for engatada imediatamente).

  • Quando uma embreagem patina?

    Antes do teste, conduza o veículo durante certo tempo engatando diversas vezes as marchas para que a embreagem atinja a temperatura de serviço. Em seguida, acione o freio de mão, engate a marcha mais alta e acelere com a embreagem desengatada até que o motor chegue em aproximadamente 2.000 rpm. Mantenha a aceleração e engate rapidamente a embreagem.

    Se o motor apagar, a capacidade de transmissão da embreagem está perfeita. Para evitar sobrecarga, repita essa operação apenas uma vez.

    Antes do teste, conduza o veículo durante certo tempo engatando diversas vezes as marchas para que a embreagem atinja a temperatura de serviço. Em seguida, acione o freio de mão, engate a marcha mais alta e acelere com a embreagem desengatada até que o motor chegue em aproximadamente 2.000 rpm. Mantenha a aceleração e engate rapidamente a embreagem.

    Se o motor apagar, a capacidade de transmissão da embreagem está perfeita. Para evitar sobrecarga, repita essa operação apenas uma vez.

Informações adicionais